Ana Paula Rechuan participa do lançamento do Plano Safra

Deputada e o ministro de Desenvolvimento Agrário apresentaram alternativas de fomento

    A deputada Ana Paula Rechuan (PMDB), participou ao lado do ministro de Desenvolvimento Agrário Patrus Ananias e dos secretários estaduais Paulo Melo (Governo) e Christino Áuero (Agricultura e Pecuária), do lançamento do Plano Safra de Agricultura Familiar 2015/2016, onde foi apresentado formas de financiamento para custeio e investimento a agricultores familiares, através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). A solenidade aconteceu no Palácio Tiradentes (sede da Alerj), onde foi anunciado que, pelo programa, serão liberados mais de R$ 150 milhões para Rio de Janeiro.

    – É uma notícia muito importante para os pequenos e médios produtores de todo estado, e também para o Sul Fluminense. Neste momento que o país atravessa, a agricultura familiar deve ser apoiada e valorizada – destaca a deputada, ressaltando que, na Alerj, tramita um projeto de Lei que também favorece este setor.

    O Projeto de Lei, da deputada estadual, destina um percentual mínimo de 10% de alimentos orgânicos na merenda escolar das escolas da rede pública do estado. “Nosso projeto visa estimular a agricultura familiar, porque dentro dela uma parcela desses agricultores fazem a agricultura orgânica, que é aquela sem agrotóxicos, que faz bem à saúde das nossas crianças e dos nossos adolescentes. O Plano Safra vai ser uma ferramenta para que possamos expandir a agricultura familiar e orgânica no nosso estado”, acredita Ana Paula Rechuan.

    Um dos incentivos, que vem junto com o Plano Safra, é que fica estabelecido percentual mínimo de 30% para compra de gêneros alimentícios da agricultura familiar pela administração pública federal. No encontro, foi apresentando ainda que a ampliação do mercado, pelo Plano, será feita por meio de dois programas: o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que prevê a compra de R$ 1,9 milhão do produtor fluminense; e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que garante repasse de R$ 247,8 milhões para a compra de produtos para as merendas escolares do Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *