ITATIAIA: Nordestinos têm homenagem e comida regional em seu dia

 

A comemoração pela passagem do Dia do Nordestino resultou em uma Sessão Especial na Câmara Municipal de Itatiaia, com homenagem a moradores antigos e distribuição de tapioca, rapadura com gengibre e outras guloseimas. Em sua Palavra de Liderança, a vereadora Andréa de Carvalho, disse que a homenagem é justa, pois a construção da Represa e do Lago do Funil foi possível graças a grande colaboração da mão de obra dos nordestinos, principalmente vindos da cidade de Malta, na Paraíba.

A criação do Dia do Nordestino foi decisão unânime dos vereadores, por Indicação da vereadora Andréa de Carvalho, que é Capixaba mas diz que tem “a sua porção nordestina”. Aproximadamente cinqüenta pessoas compareceram à Sessão, a maioria familiares e alguns trabalhadores aposentados que trabalharam na Represa do Funil.

“Hoje foi um dia especial pra mim. Após as comemorações do Dia da Criança, neste final de semana,  tivemos a oportunidade de trabalhar com a  Cruz Vermelha Brasileira e nossa equipe, assistindo às crianças de nossa cidade. Hoje, para completar a minha alegria, comemoramos  o Dia do Nordestino”, disse a vereadora Andréa.

Itatiaia, desde a sua criação, como Fazenda Campo Bello, até os dias de hoje, recebe grandes correntes de trabalhadores de outros países.E também trabalhadores vindos de muitas partes do Brasil. Mas na década de 1950, o início da construção da Represa do Funil, de FURNAS, muitos trabalhadores vieram do Nordeste, de uma região específica, a cidade de Malta.

Uma grande obra de engenharia civil era anunciada aqui na Região, a construção do lago e da Represa do Funil, uma obra de grande importância para suprir de energia elétrica grande parte do estado do Rio de Janeiro.A partir da década de  1950, quando começou uma migração forte de trabalhadores de Malta para cá.Mais tarde, se instalavam e traziam suas famílias.Era o desenvolvimento chegando,trazido pelas mãos dos nossos trabalhadores, com a cooperação numerosa dos nordestinos.

Para a vereadora Andréa de Carvalho, “a importância de muitas pessoas de diferentes cidades e países fazem de Itatiaia uma cidade especial.  Quem não é itatiaiense, aprende a amar a cidade, por isso eu vivo aqui. Embora não seja nordestina, sou Capixaba e viivi muitos anos na Região dos Lagos. Mas também tenho a minha porção nordestina”.

Não foi diferente para a Região da Maromba e Visconde de Mauá, com a cultura que os alemães introduziram naquela região.Tão importante foi para o bairro de Penedo que uma colônia de finlandeses fosse fundada naquele bairro, com sua alegria, sua dança, sua música.A camaradagem e a comida dos mineiros, que é normal ,atravessaram a divisa territorial com Minas Gerais, para conviver e mostrar sua cultura em nossa cidade.

A vereadora Andréa encerrou sua Palavra de Liderança afirmando que “mais de  meio século depois, entre  a construção e a inauguração  da Represa do Funil, os nordestinos formam uma grande família em nossa cidade. Nós temos que reconhecer o valor dos  nordestinos através da música, da comida, do caráter do homem e da mulher nordestina, da cultura, do legado que as mãos de trabalhadores e trabalhadoras deixaram em Itatiaia. É isso que homenageamos no Dia dos Nordestinos, em 8 de outubro.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *