Cinco minutos com Jorge Serfiotis: “O servidor é o coração da prefeitura”

Prefeito de Porto Real por dois mandatos, Jorge Serfiotis foi eleito novamente prefeito em 2 de outubro com 54,64% dos votos para administrar o município de 2017 a 2020. Segundo ele, os principais objetivos agora são cortar gastos com pessoal – em razão da crise econômica que praticamente engessou as prefeituras em todo o Brasil -, investir em saúde e valorizar os servidores.

  1. Quais as primeiras ações do mandato?

Nosso principal objetivo é fazer uma reforma administrativa, reduzindo, ao máximo, os cargos comissionados. É preciso compreender que estamos num período de recessão econômica grave. Então, é necessário buscar medidas para reduzir os custos do orçamento municipal.

  1. Quais os principais desafios hoje em Porto Real?

Uma das urgências da nossa população é consertar a situação caótica da saúde municipal. Os moradores hoje reclamam da falta de remédio nas unidades de saúde, o que é inadmissível. Outra medida necessária para nossa economia é abrir as portas do município para novas indústrias, gerando emprego e renda.

  1. Como será a relação com os servidores municipais?

A situação não está boa, mas precisamos nos reaproximar dos servidores para consertar os erros da atual gestão. Vou buscar ouvir reclamações de servidores de diversas áreas sobre o atraso no pagamento de salários. O servidor é o coração da Prefeitura, e o prefeito precisa estar próximo a eles.

  1. Como pretende investir em educação no município?

Precisamos trabalhar com seriedade com a categoria dos professores. Nosso objetivo é trazê-los para dentro do meu mandato, fazendo com que possam participar da gestão da educação. Em meu mandato anterior, já havia criado a gratificação de produtividade para os professores e vamos manter essa medida. Outra meta nossa será trabalhar para o aumento da nota dos alunos no Ideb.

  1. Neste período de crise econômica, que medidas pretende implantar para gerar empregos?

É preciso que a Prefeitura venha a atuar em parceira com as indústrias. Também precisamos investir em obras públicas, como a construção e a reforma de escolas e creches. Mesmo as obras de infraestrutura mais simples podem gerar entre 20 a 50 empregos. Então, esse tipo de medida tem que ser feita porque o chefe de família precisa trabalhar.

Fonte: PMDB RJ

Deixe um comentário