Vereadores de Barra Mansa iniciam ano legislativo comprometidos com a mudança na cidade

Mudança, reconstrução, transparência e harmonia foram as palavras que marcaram a primeira sessão de 2017 da Câmara Municipal de Barra Mansa. Em suas falas, os vereadores destacaram a necessidade de atuar junto ao Executivo para transformar Barra Mansa e resgatar a autoestima da população. O presidente da Câmara novamente conclamou a participação da sociedade na casa legislativa para que o município possa novamente ter lugar de destaque na região.

-A participação popular é essencial para que possamos trabalhar corretamente, fiscalizando os gastos públicos. Por meio de denúncias dos moradores podemos descobrir funcionários fantasmas, que assinam ponto e não trabalham, os desvios de gastos, problemas como buracos, vazamentos, falhas na iluminação pública. A população nos ajuda a fiscalizar o Executivo e, também, fiscaliza o trabalho do vereador, ao assistir às sessões, sabendo o que está sendo discutindo na Câmara  – disse Marcelo, pedindo a participação popular.

O presidente se comprometeu, ainda, a fazer um mandato transparente, com divulgação dos gastos da Câmara e intensa fiscalização do Executivo.

-Vamos trabalhar com total transparência dos recursos destinados à Câmara e com uso consciente do dinheiro público, ao final do ano devolvemos à Prefeitura o valor não utilizado, para ser investido em educação, saúde, obras. A nossa meta é acabar com o uso indevido do dinheiro público no município e fiscalizar ainda mais o Executivo. No mandato anterior tivemos muita dificuldade em conseguir informação, mas agora vamos buscar a integração dos setores da Prefeitura com a Câmara. Na sessão da próxima sexta-feira, já entra em votação o pedido de informação sobre os salários da Saúde, para que possamos identificar abusos  –afirmou Marcelo.

Diante das dificuldades enfrentadas em Barra Mansa, a primeira secretária da Câmara, vereadora Maria Lúcia Moura da Fonseca, ressaltou que nos distritos os problemas são ainda maiores.

-Se Barra Mansa está penalizada pelos inúmeros problemas, os distritos da cidade estão em situação pior. Mas a falta de representatividade dos distritos vai mudar, porque o Executivo e o Legislativo juntos podem fazer a diferença e reconstruir Barra Mansa por inteiro – afirmou Maria Lúcia.

O primeiro vice-presidente, vereador Luís Antônio Cardoso, destacou os problemas herdados pelo atual prefeito da gestão anterior.

-O governo anterior além de não fazer algo novo na cidade, ainda acabou com o que tínhamos de bom, como o abandono do Parque de Saudade, o fechamento das Upas,  o desaparelhamento dos postos de saúde. Só para as organizações sociais, que administram a Saúde, o município deve R$46 milhões. Mas acredito que este quadro será revertido com o trabalho em conjunto do prefeito e dos vereadores – concluiu Luis Antônio.

Após a instalação do período ordinário, a Câmara realiza, na próxima quinta-feira, 02 de fevereiro, sessão para eleição das comissões responsáveis por analisar os projetos de lei e proposituras dos vereadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *