Porto Real conscientiza sobre a vacinação contra Febre Amarela

O aumento na procura pela vacina contra a Febre Amarela levou a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Real a fazer uma alerta à população sobre os casos específicos em que a imunização é recomendada. “A vacina é necessária somente para quem vai viajar ou reside em áreas silvestres, rurais ou de matas e também para áreas com transmissão comprovada da doença.O Estado do Rio de janeiro não se configura como região endêmica para Febre Amarela“, explica a enfermeira Katia Virgílio, coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde. Ela desestimula uma corrida para vacinação lembrando que existem diversas contraindicações e reações adversas comuns à vacina, como dores em geral, eritema, febre, náusea, cefaleia e mialgia e nas formas mais graves icterícia, insuficiência hepática, insuficiência renal e manifestações hemorrágicas. “Além disso, pessoas com mais de 60 anos só podem ser vacinada com prescrição médica”, informa.

Segundo os dados da Secretaria, antes dos casos suspeitos e óbitos ocorridos em outros estados, a rotina de imunização contra Febre Amarela em Porto Real era de apenas cinco doses aplicadas por semana. Somente na última semana, 150 pessoas foram vacinadas, o que diminui os estoques e apresenta risco de desabastecimento. “Recebemos uma quantidade de doses fixada pela Subsecretaria de Vigilância em Saúde do Estado. Hoje o risco maior é a falta de vacina. Quem não necessita da vacinação pode estar consumindo a dose de quem realmente irá se dirigir para uma área de risco”, argumenta a responsável.

Para preservar os estoques, a Secretaria já programou uma mudança nos critérios de vacinação. Serão distribuídas senhas na próxima terça-feira, dia 7 de fevereiro, quando será feita a imunização contra Febre Amarela. “Nossa intenção é já na semana seguinte criar uma rotina de agendamento na Secretaria de Saúde, para melhorar a triagem e evitar a imunização aleatória”, adianta a enfermeira. A Central Municipal de Vacinas funciona na Avenida Renato Monteiro, 1235, no Centro e o horário de aplicação da vacina de Febre Amarela é de 7h30m às 15h.

Contraindicações

A Febre Amarela é uma doença de curta duração, gravidade variável, transmitida pelo mosquito Aedes Aegypt no meio urbano. A forma grave da doença caracteriza-se por insuficiência hepática e renal, podendo levar ao óbito. A vacinação deve ser feita com muito critério porque existem contraindicações para crianças menores de nove meses de idade e em estado febril agudo, gestantes e mães amamentando (até seis meses da criança), histórico de reações anafiláticas a ovos de galinha e seus derivados, neoplasias, AIDS, infecção por HIV, Lúpus eritematoso, droga ou tratamento imunossupressor, Doença de Timo, pessoas em tratamento com corticosteroides, antimetabólicos ou radiação.