Alexandre Serfiotis reivindica agência dos Correios na Cidade Alegria

O deputado federal Alexandre Serfiotis, acompanhado do vereador resendense, Thiago Forastieri, esteve em audiência nesta quarta-feira (10/05) com o presidente dos Correios, Guilherme Campos. O parlamentar solicitou ao órgão faixas de CEP (Código de Endereçamento Postal) específicas para o distrito de Capelinha, em Resende. Outro assunto discutido foi a possível implantação de uma agência postal no bairro Cidade Alegria. Campos pediu que a solicitação fosse formalizada aos Correios, para que seja realizado um estudo técnico no local. “Vou, em conjunto com o vereador, trabalhar para tentar convencer o Prefeito de Resende, Diogo Balieiro, sobre a importância de estabelecer uma parceria com os Correios. O município, por exemplo, poderia ceder um imóvel e o órgão forneceria os serviços”, comenta o parlamentar.

O parlamentar lembra que em julho do ano passado já havia tratado do assunto da instalação de uma agência dos Correios na Cidade Alegria com o presidente do órgão. “Na ocasião apresentei a necessidade de se instalar uma agência na localidade, o que  é importante não só para o bairro mas também para as comunidades em seu entorno, já que a área hoje concentra a maior densidade populacional do município. A luta pela instalação dessa agência começou logo no início do meu mandato na Câmara dos Deputados. Venho trabalhando para que isso aconteça, por meio de ações junto ao poder público e aos Correios. Estou confiante de que vamos ser vitoriosos nesse pleito”, afirma.

Em relação à reivindicação do distrito da Capelinha, o deputado destaca que faixa de CEP é o intervalo do Código de Endereçamento Postal de uma região. Por exemplo, no caso de Resende os CEPs variam entre 27500-000 a 27565-000. Todos os CEPs dentro desse intervalo são de bairros e distritos dentro do município. “A Capelinha hoje não dispõe de um CEP próprio. Isso, claro, causa uma série de transtornos aos moradores, que têm muita dificuldade para receber correspondências como documentos e boletos bancários”, conta.

O deputado também reforçou o pedido de reestruturação das entregas em Porto Real, onde os carteiros não estão entregando as correspondências. A irregularidade na distribuição de correspondências em bairros da cidade foi repassada ao presidente do órgão, em outubro passado. “Na oportunidade fui informado que a partir de janeiro deste ano a distribuição seria reorganizada para revisar processos internos de encaminhamento e distribuição de carga. Voltei a cobrar uma solução, já que o problema ainda não foi solucionado. Nosso compromisso é continuar acompanhando de perto a situação, atentos para cobrar dos Correios a boa qualidade dos serviços em Porto Real e região”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *