Guarda Municipal apreende 450 peças de palmito ilegal

A Guarda Municipal de Resende apreendeu 450 peças de palmito nativo extraído ilegalmente de Área de Proteção Ambiental (APA) da Mantiqueira, próximo à localidade da Fazenda Bonsucesso, na região da Capelinha. A apreensão foi feita pelo grupamento ambiental da Guarda, que realizou a detenção de dois homens, encaminhados para a 53a. Delegacia de Policia Civil.

O palmito apreendido foi distribuído para instituições sociais e de ensino de Resende, dentre elas a Santa Casa de Misericórdia, as escolas Sagrado Coração, no Lavapés, e Moacyr Coelho da Silveira, na Serrinha, além da Sociedade Pestalozzi e Asilo Nicolino Gulhot.

A operação foi a segunda realizada este ano em Resende, totalizando 1.050 peças, nativas de Mata Atlântica. Acompanhado do comandante da Guarda Municipal de Resende, Cézar Laurindo, o líder do grupamento ambiental, Ismar Costa e Silva, disse que a dupla de bandidos foi monitorada durante uma semana e, finalmente flagrada na noite desta terça, dia 20, quando extraia a carga da mata.

O Comandante Cézar Laurindo disse que o preço do palmito é rentável no mercado, sendo cada peça vendida a R$10. As Áreas de Proteção Ambiental em Resende compreendem divisas com os estados de Minas Gerais e São Paulo, território de Mata Atlântica onde há muito palmito, compondo um imenso território montanhoso, de difícil acesso, que, de acordo com Laurindo, facilita o interesse de malfeitores.

– A fiscalização é um árduo trabalho, pois o território coberto é muito grande, de montanha, e requer trabalho permanente de observação e monitoramento. Mas a equipe do grupamento ambiental é experiente, e conhece muito bem a região, o que permite sucesso em operações como esta – explicou Laurindo.

Deixe um comentário