Testes na Getúlio Vargas, em Volta Redonda, geram bons resultados

O secretário de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda, Wellington Silva, e o comandante da Guarda Municipal, Paulo Henrique Dalboni, comemoram os primeiros resultados das ações experimentais na Avenida Presidente Vargas, no Centro, realizadas em horário de pico. A pedido do prefeito Samuca Silva, desde segunda-feira, dia 10, o trânsito na avenida passa por testes nos horários de pico, entre 17h30 e 19h. Nesse horário, há interdição de acesso nas transversais e a liberação dos semáforos na avenida.

Na primeira semana houve melhoria gradativa do trânsito, principalmente, na sexta-feira quando o trânsito é mais intenso. Correu tudo bem. A Avenida Getúlio Vargas, com as medidas tomadas, virou uma via expressa dentro do horário estabelecido, com os semáforos desligados para quem passa por ela no horário de maior movimento”, avaliou o secretário, acrescentando que os testes terão continuidade. “Vamos continuar avançando gradualmente com os testes e fazendo os ajustes necessários.

Dalboni descartou a possibilidade de risco de acidentes na via onde a velocidade máxima permitida é de 50 km/h. A Getúlio Vargas sendo uma via expressa não tem risco de acidentes. A Rua Piauí continua fechada para acesso à avenida, e a Rua São João está parcialmente aberta somente até a altura da Major Aguiar,para acesso ao estacionamento ou para as lojas daquela localidade”, disse o comandante.

“Os resultados positivos mostram que nós acertamos quando decidimos experimentar soluções. É assim, ouvindo, dialogando e propondo melhorias no trânsito, que a gente vai dar melhor qualidade de vida para a sociedade”, completou o prefeito Samuca Silva.

Mudança – A Rua Hypólito Costa, que havia sido invertida no início das ações, está novamente com o fluxo normal. “Não fez diferença essa alteração e não prejudicou o fluxo”, explicou Wellington.

Deixe um comentário