Samuca Silva lança ID Jovem em Volta Redonda

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, participou na manhã desta sexta-feira, dia 01, do lançamento da Caravana ID (Identidade) Jovem no município. O evento aconteceu no Teatro Professor Jesus Moreira Maciel, do Colégio João XXIII. O projeto prevê o cadastramento de jovens de 15 a 29 anos no programa que dá direito a meia-entrada e passagens interestaduais gratuitas aos jovens de baixa renda.

Ao discursar no evento, Samuca destacou que o projeto vai garantir o acesso aos jovens de Volta Redonda em eventos culturais e esportivos. E lembrou que o objetivo da Coordenadoria Municipal da Juventude é fazer com que o município seja referência em políticas públicas para os jovens. “Vamos, inclusive, criar o Centro de Referência em Juventude, um projeto que no estado só existe na capital”, comentou o prefeito.

Samuca se colocou, ainda, a disposição para ajudar a fiscalizar a aceitação da ID Jovens nos eventos que acontecem no município. “Se tiver algum empresário que não queira aceitar a ID Jovem, podem nos procurar na prefeitura. Faço questão de ir pessoalmente cobrar o cumprimento do projeto”, disse.

Já para o coordenador municipal da Juventude, Luciano Campos, o compromisso do órgão é garantir todos os direitos aos jovens. “E para isso, vamos levar a Caravana da ID Jovem para todos os bairros e escolas, para cadastrar o público alvo, buscando garantir os benefícios do programa”, disse Luciano.

Segundo a superintendente de juventude da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Jéssica Ohana, os jovens precisam aproveitar a oportunidade e participar do projeto. “Para mim é uma grande honra participar do lançamento da ID Jovem aqui em Volta Redonda ao lado do prefeito Samuca Silva, um dos mais jovens do estado”, destacou.

Para o presidente do Conselho Municipal de Juventude, Paulo Bento, a ID Jovem é de suma importância para os jovens. “Já que visa garantir dois direitos fundamentais a juventude: o acesso a lazer e a esporte”, disse.

A ID Jovem é o documento que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual. Para a emissão é preciso o Número de Identificação Social (NIS), impresso no Cartão Cidadão, no extrato do FGTS e na Carteira de Trabalho. O projeto é destinado aos jovens de famílias com renda mensal de até dois salários mínimos e inscritos no Cadastro Único do governo Federal há pelo menos dois anos.

Deixe um comentário