Alexandre Serfiotis se encontra com Ministro da Justiça

O deputado Alexandre Serfiotis esteve na quarta-feira (13/9) com o Ministro da Justiça, Torquato Jardim. Durante o encontro ele encaminhou demandas dos servidores do Arquivo Nacional, no Rio de Janeiro. O parlamentar foi procurado pela Associação dos Servidores da Instituição, através do servidor Luís Fernando Ferreira. A entidade, vinculada ao Ministério da Justiça, sofreu contingenciamento de recursos para seu custeio, o que vai inviabilizar seu funcionamento até o final de 2017 e pode resultar em encerramento de suas atividades antes do final do ano.

– O Arquivo Nacional é uma instituição que presta um serviço inestimável à sociedade. É uma vergonha que corra perigo de fechar as portas pela falta de R$ 1 milhão que foram contingenciados do seu Orçamento – disse o deputado.

Além de guardar, preservar e dar acesso ao seu acervo, que possui documentos do século XVI ao XXI, abertos à consulta gratuita de todos os cidadãos que necessitam comprovar seus direitos (como a descendência de imigrantes) e aos pesquisadores de diferentes áreas de conhecimento, o Arquivo Nacional possui cerca de oito mil obras raras.

– A Lei Áurea, o juramento de D. Pedro I à primeira Constituição pós-independência (de 1824), entre outros, além de um importante acervo bibliográfico nas áreas de história do Brasil, arquivologia, administração pública, direito e ciências auxiliares da história estão disponíveis para consulta, e é nossa obrigação apoiar os técnicos do Arquivo Nacional na sua luta pelo restabelecimento dos recursos da Instituição. Por isto fomos ao Ministério da Justiça, órgão ao qual o Arquivo é vinculado, pleitear o descontigenciamento desses recursos, o que permitirá a continuidade da prestação dos serviços do arquivo à sociedade – concluiu Serfiotis.

Deixe um comentário