Centro Pop promove curso de artesanato para pessoas em situação de rua

A Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de Barra Mansa, através do Centro POP (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua), iniciou essa semana um projeto de aulas de artesanato. As oficinas serão ministradas por duas professoras todas as quartas-feiras, às 9h, com o objetivo de ocupar o tempo ocioso dos atendidos e promover a aproximação da comunidade com o Centro de Referência.

Segundo a coordenadora do Centro Pop, Edilene Oliveira, a ideia partiu dos próprios usuários. “Apesar de ter atendimento em grupo e individual, muitos moradores de ruas ficavam com o tempo vago, por isso ele pediram que tivesse aulas de artesanato”, explicou.

Edilene disse ainda que inicialmente foram idealizadas aulas de tricô e pintura em prato, mas o artesanato foi uma forma mais rápida de iniciar o projeto. “Nós utilizamos da técnica de reciclagem com garrafas pet, jornal e outros objetos que seriam descartados, mas podem ganhar outra cara através da arte”, afirma dizendo que o centro está aberto a doações de materiais, principalmente jornais.

Para a oficina são disponibilizadas duas professoras da rede municipal de educação que já atuam com o mesmo projeto no Centro do Idoso. O objetivo é que cada professora atenda até 20 alunos. Para a coordenadora, a oficina será uma forma de aproximar os vizinhos ao Centro Pop. “Além de ser uma ocupação terapêutica para os moradores de ruas, a oficina é aberta à comunidade. Nós queremos incluí-los novamente na sociedade através desse convívio com outras pessoas”, finaliza.

Centro Pop

O Centro Pop funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, na Alameda Vanazzi, nº 450, no bairro Ano Bom. Através dele são realizados diversos tipos de atendimento à população de rua, como encaminhamento para emissão de documentos e para inserção no mercado de trabalho; oficinas e grupo de convivência, além de servir refeições para a população em situação de rua e disponibilizar banheiros para higiene pessoal. Conta com uma equipe multidisciplinar formada por 12 pessoas entre psicólogos, assistentes sociais e pedagogos.

Deixe um comentário