Saúde apresenta índices do segundo quadrimestre deste ano

A Secretaria Municipal de Saúde apresentou na quinta, 28, na Câmara Municipal a prestação de contas referente ao segundo quadrimestre deste ano. Na ocasião estiveram presentes o secretário de Saúde, Luiz Fernando Curty Jardim e o vereador Paulo César e diversos profissionais da Secretaria. Entre os destaques apresentados estiveram: a regularização da habilitação da Saúde Bucal da Unidade de Saúde da Família do Centro; o incremento temporário do Piso de Atenção Básica (PAB); a emenda parlamentar que financia processos de insumos na Atenção Básica e a redução dos casos de internação na UTI do Hospital Municipal São Francisco de Assis.

“Apesar das dificuldades enfrentadas, estamos caminhando para a melhoria gradativa dos serviços prestados à população. A UTI do Hospital Municipal apresentou uma diminuição de mais de 50% no número de leitos ocupados em relação ao primeiro quadrimestre, isso porque o tempo de permanência do doente na UTI diminuiu. A Vigilância em Saúde foi contemplada com o Plano de Qualidade de Atenção à Vigilância em Saúde (PQAVS). Esse é um programa de verificação de qualidade. Por cumprimos todas as etapas, recebemos a aprovação desse financiamento.  Estamos com uma boa média da cobertura vacinal. Graças ao esforço da equipe e da população, estamos com baixo risco de transmissão de dengue, zika e chikungunya nesse período. Houve também o recebimento através do Financiamento Extrateto (FAEC) de serviços como:  mutirão de cirurgias eletivas, tratamentos odontológicos e exames de mamografias (faixa etária de 50 a 69 anos)”, ressaltou o secretário de Saúde, Luiz Fernando Curty Jardim.

Segundo o secretário, 750 mamografias foram feitas em Porto Real no segundo quadrimestre. “Com relação aos indicadores preconizados pelo Ministério da Saúde alguns já se destacam: consultas médicas de Atenção de Básica, exames de preventivos (25 a 64 anos), Ação Coletiva Dental Supervisionada, acompanhamento do Bolsa Família e programa IST AIDS e Hepatites Virais na execução dos testes rápidos. No Programa de Saúde da Mulher, o destaque é o percentual de partos normais, dentro do preconizado”, completou Luiz Fernando, explicando que estás ações impactam na qualidade do serviço de saúde oferecido à população.

Outros setores tiveram bons índices no segundo quadrimestre. O Núcleo Interno de Regulação realizou diversos procedimentos: eletrocardiogramas, tomografias, ultrassonografias, dentre vários outros exames. O Pronto Socorro, por demanda espontânea, teve uma média de 11 mil atendimentos. Na Pediatria foram atendidas aproximadamente 5300 crianças.

Um total de 13.751 pacientes teve atendimento na Farmácia Municipal e em relação ao Serviço Social, quase 300 pacientes foram atendidos no acolhimento, escuta, orientação e atendimento. O setor de Tratamento Fora de Domicílio se destacou com: tomografia em Resende e Valença; ressonância no Rio de Janeiro e também procedimentos de oncologia, oftalmologia, ortopedia, hemodiálise, cirurgia, radioterapia e outros. Uma média de 3200 pessoas entre pacientes e acompanhantes realizaram tratamento fora de domicílio.

A Secretaria Municipal de Saúde também realizou nesse segundo quadrimestre a reforma do SAMU, adquiriu uma nova máquina para a Lavanderia Hospitalar e realizou diversas ações educativas entre elas: parcerias com o Grupo Nova Geração da Melhor Idade; Campanha de Vacinação Antirrábica;  Festa Junina do CAPS,  Semana Mundial da Amamentação, além de diversas ações preventivas nas escolas municipais. Também foram lembradas atividades que aconteceram em parceria com outras secretarias municipais, como a Caminhada Orientada, Feira da Saúde e Feira do Produtor.

Deixe um comentário