I Fórum da EJA debate inovações nas políticas de ensino

Abordando o tema: Os caminhos da Educação de Jovens e Adultos no Brasil atual, a Secretaria de Educação, Cultura e Turismo realizou na noite da última quinta-feira, 8, o I Fórum da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Reunindo professores, supervisores de ensino, coordenadores da EJA da região e diretores de escolas, o evento foi sediado no CIEP 487 Brizolão Oswaldo Luiz Gomes, e tratou de debater novas políticas pedagógicas para a educação de quem não conseguiu estudar regularmente durante a idade indicada. A ocasião ainda contou com palestra sobre o tema, ministrada pela orientadora pedagógica Maria José da Silva, que discorreu sobre os desafios da EJA e defendeu que o ensino não é um paliativo, mas uma oportunidade.

As táticas da EJA vêm mobilizando instituições e pessoas para unirem forças em torno desta bandeira. “Quem leciona na EJA sabe da importância e da dinâmica dessa prática, que não pode estacionar no tempo, deve sempre ser adequada à realidade atual do ensino”, acredita a secretária de Educação, Cultura e Turismo, Maria Madalena Ferreira de Souza.

Representantes de instituições de ensino de nível superior com as quais o município possui convênio estavam presentes, como Universidade Estácio de Sá, Centro Universitário de Volta Redonda- UniFOA, Centro Universitário de Barra Mansa (UBM), Associação Educacional Dom Bosco e Faculdade Campos Elíseos.

Segundo a gerente pedagógica da EJA de Barra Mansa, Saionara Maciel, os eventos relacionados ao EJA são sempre, extremamente proveitosos. “O público da EJA é muito diferenciado e o olhar destinado a ele não pode ser outro, pois oferece proposta pedagógica e estrutura da disciplina, especializadas”.

Deixe um comentário