Consciência Negra tem seis dias de atividades em Volta Redonda

Em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20 de novembro, a Secretaria de Cultura de Volta Redonda, em parceria com o Coletivo Kekerê, está realizando a Semana do Povo Preto. A abertura aconteceu nesta quarta-feira, dia 15 de novembro, no Memorial Zumbi. O evento contou com apresentações de arte, música, dança, além de palestras, gastronomia e momentos de reflexão.

O evento tem início às 15h, todos os dias. Nesta quarta-feira, o público conferiu apresentação de capoeira e da Banda Municipal de Volta Redonda.

Segundo o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, o Memorial Zumbi está sendo mais utilizado neste governo e tende a abrigar cada vez mais eventos. “Neste evento vimos o registro do trabalho de um grupo que busca uma sociedade única, com diálogo e como ferramentas de construção e desenvolvimento. Daí a importância de ter esse memorial em Volta Redonda, que ainda vai abrigar mais eventos deste porte”, disse.

De acordo com o coordenador do Memorial Zumbi, Sid Gomes, um dos objetivos do evento é legitimar o Memorial Zumbi como um espaço de resistência e luta do movimento negro de Volta Redonda. “Esse não é um evento religioso, é um evento cultural. Eu espero que a população venha prestigiar, pois serão dias muito importantes para a nossa cultura”, disse, acrescentando que os interessados também podem visitar a exposição permanente, no salão do Memorial Zumbi. “Aqui nós exibimos vídeos sobre cultura afro e filmes ligados à temática do negro”, completou. 

“Essa é a primeira vez que uma semana inteira é dedicada à Consciência Negra, mas essa é uma questão que deve ser pensada todos os dias do ano. O primeiro dia foi muito produtivo e estamos felizes com a população abraçando o evento”, declarou a secretária municipal de Cultura, Aline Ribeiro.

O feriado foi um atrativo a mais para quem quis participar do evento. “Nesse horário, geralmente, eu estou trabalhando, mas como teve o feriado, eu aproveitei para vir. Um evento gratuito que conta um pouco da nossa história. Vale a pena conferir”, disse a técnica em contabilidade, Yara Eneida.

“Esse evento está trazendo de volta o verdadeiro sentido da existência do negro. É um evento que precisa ser divulgado, a união deve prevalecer. Eu pretendo participar de todos os dias do evento”,afirmou a dona de casa Sandra Helena da Costa Santos. 

Confira a programação completa da Semana do Povo Preto:

16/11 (QUINTA-FEIRA)

15h – Coletivo Yamidunda

18h – Coletivo Flor de Maio

19h30 – Kenia Maria

20h – Meninos do Batuque

21h – Juliana D Passos

17/11 (SEXTA-FEIRA)

15h – Mameluco Sound Sistem

18h40 – Coletivo Flor de Maio

20h – Banda Ratel

18/11 (SÁBADO)

15h – Rodão de Jongo (Jongo Di Volta, Jongo de Pinheiral e Jongo de Arrozal)

19h30 – Áurea Martins e Flávio Porto

19/11 (DOMINGO)

15h às 21h – 2º Festival de Curimba do Sul Fluminense

(Tio Casemiro, Pai Elcio de Oxalá, Pai Ivo de Carvalho, Thami Coutinho)

20/11 (SEGUNDA-FEIRA)

15h – Desfile Afro – Nambib Pro Models

17h – Grupo Amigos do Gueto

19h – Maryzelia