Novas obras estão sendo realizadas com recursos federais em Barra Mansa

A Prefeitura de Barra Mansa recebeu recursos federais para as obras de revitalização da Praça da Matriz e do Palácio Barão de Guapy, no Centro, e de reforma da quadra de esportes no bairro Colônia Santo Antônio. Os recursos estão enquadrados em um decreto federal de restos a pagar e haviam sido contratados em 2015. A medida obriga o município a entregar uma medição do andamento das obras até o final de novembro, sob pena de se perder os recursos contratados.

A revitalização da Praça da Matriz faz parte de um convênio entre a Prefeitura de Barra Mansa e o Ministério do Turismo. O valor inicial estimado era de R$ 390.919,98. A Construtora Leal VR Eireli arrematou a obra por um total de R$ 282.930,62. O saldo final representa uma economia de R$ 107.989,36. Já a reforma do Palácio Barão de Guapy partiu de uma parceria entre a prefeitura e o Ministério das Cidades. O valor inicial estimado era R$ 1.462.926,21. A Plenaplan Construtora arrematou a obra por um total de R$ 1.082.301,46. O saldo final representa uma economia de R$ 380.624,75. 

Os recursos para a obra de reforma da praça de esportes no ponto final do bairro Colônia Santo Antônio foram obtidos por emenda parlamentar do deputado federal Alexandre Serfiotis, numa parceria com o Ministério dos Esportes. O valor inicial previsto no projeto era de mais de R$ 752 mil, mas as obras serão executadas pelo valor final de pouco mais de R$ 557 mil.

Segundo o secretário de Planejamento Urbano, Jorge Melhem, os recursos adquiridos por meio de emenda parlamentar e do Governo Federal não podem ser utilizados para outros serviços. “É importante esclarecer a população que existe um decreto federal que nos obriga o início das reformas e a entregar a medição do andamento das obras até o dia 30 de novembro para a Caixa Econômica Federal. Essas verbas são específicas para estas obras e não poderiam aplicadas em outras áreas como saúde, educação, por exemplo”, explica.

Ele ainda salienta que a perda dos recursos poderia gerar prejuízos à economia do município. “A garantia desse decreto é que o município não lance mão dos recursos próprios para concluir a obra, não interferindo nos recursos destinados no orçamento para atendimento de questões básicas como saúde e educação”, completa.

De acordo com Melhem, as obras fazem parte do processo de urbanização e desenvolvimento do município e serão inauguradas em 2018. “Revitalizar equipamentos públicos e muito visitados como a Praça da Matriz e o Palácio Barão de Guapy consolida e destaca esses espaços culturais da cidade. E a reforma da Praça da Colônia agrega valor cultural e gera movimentação, integrando assim a população dos bairros ao redor”, afirmou o secretário.

Ele destacou que mesmo com a baixa capacidade de investimento por conta da crise financeira, o município vem se destacando no cenário regional e até mesmo estadual. “Temos nos esforçado em reunir recursos federais para iniciar um processo de urbanização e o prefeito Rodrigo Drable tem sido uma peça fundamental para a realização desse projeto, porque graças ao esforço e disponibilidade, ele tem atuado em Brasília juntos aos Ministérios e deputados buscando verbas para a cidade. E isso é excelente, pois o município passa a dispor de recursos que ele não teria e que podem mudar o cenário de Barra Mansa”, completou.

O secretário ainda informou que novas obras devem ser iniciadas nos próximos meses. “Estamos com projetos de construção de dois ginásios esportivos. O primeiro será construído no bairro Santa Rosa e será o primeiro capaz de receber competições de acordo com normas internacionais, o segundo, será no bairro Boa Vista e será um elemento de agregação na Região Leste”, finalizou.

Deixe um comentário