Defesa Civil monitora novo deslizamento nos fundos da Rodoviária de BM

A Defesa Civil de Barra Mansa aumentou a área de interdição no Terminal Rodoviário de Barra Mansa durante vistoria na manhã deste sábado, dia 25. A medida foi tomada após diversos deslizamentos de pedras na parte rochosa que fica atrás do terminal. O último aconteceu na manhã de sábado, por volta de 7h30, na área onde ocorre manobras dos ônibus. Ninguém ficou ferido. A Defesa Civil e a empresa responsável pela administração da rodoviária estão monitorando diariamente o local e uma obra de contenção deve começar nos próximos meses, segundo a concessionária.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Sérgio Mendes, o Serginho Bombeiro, após o primeiro deslizamento ocorrido na última terça-feira, dia 21, a Defesa Civil interditou parte da rodoviária para monitoramento. “Na ocasião, vistoriamos o local e percebemos que existem muitas pedras correndo o risco de deslizarem e causarem acidentes. Por isso, interditamos parte de uma lanchonete como o banheiro, cozinha e depósito”, explicou.

Ainda de acordo com ele, a Defesa Civil voltou na quinta-feira, dia 23, e a área de delimitação foi aumentada. “Foi apresentado à prefeitura um protocolo sobre o ocorrido e nós verificamos que no final da Rua Madre Filomena que fica acima da rodoviária muitas casas foram construídas perto da encosta. Por conta do número de deslizamentos nos últimos dias, nós aumentamos a área de interdição. Se for preciso, teremos que impedir que os ônibus façam a manobra neste local. Temos que proteger a vida”, salienta.

O Terminal Rodoviário de Barra Mansa é administrado por concessão pela empresa Fazendas Reunidas Ozório S/A.  O gerente jurídico da empresa, Diogo Carlos, afirma que protocolou no Setor de Fiscalização de Obras, há cerca de dois meses, um laudo de constatação da face rochosa que apresentam riscos de deslizamentos de pedras. “Nós estamos em processo de contratação da empresa que fará as obras de contenção tirando as pedras soltas, instalando uma tela de proteção e uma canaleta para o escoamento da água da chuva”, explica.

Na próxima quarta-feira, dia 29, uma reunião na prefeitura, entre o geólogo responsável pelo laudo contrato pela Concessionária Fazendas Reunidas Ozório S/A e a coordenação do setor de Fiscalização de Obras da Prefeitura de Barra Mansa definirá as medidas que serão tomadas após a avaliação do laudo. No local, funcionava uma pedreira na década de 60. O Terminal Rodoviário de Barra Mansa foi inaugurado em 1971 e recebe diariamente 300 ônibus municipais e intermunicipais totalizando mais de sete mil pessoas que utilizam o local todos os dias.

Deixe um comentário