Defesa Civil amplia área de interdição na Rodoviária de Barra Mansa

A Secretaria de Planejamento Urbano de Barra Mansa em parceria com a Defesa Civil se reuniu na tarde de quarta-feira, dia 29, com representantes do Terminal Rodoviário Comendador Geraldo Ozório na Prefeitura de Barra Mansa. A reunião teve como objetivo apresentar as medidas sobre os deslizamentos de pedras ocorridos no último sábado, dia 25. O geólogo contratado pela Concessionária Fazendas Reunidas Ozório S/A apresentou o laudo com o estudo sobre a face rochosa do local e a Defesa Civil aumentou a área de interdição para prevenir outros incidentes.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Barra Mansa, Serginho Bombeiro, os administradores da rodoviária se comprometeram a fazer um muro de contenção. “Esse muro de contenção deve limitar provisoriamente o acesso dos populares próximo ao local de deslizamento das pedras, para em seguida, ser executadas obras de contenção da encosta”, explicou.

O laudo apresentado aponta situações de ruptura crítica da superfície rochosa. Segundo o geólogo Pablo Araújo a obra está em momento de obtenção de recursos. “Inicialmente, foi feita uma área de exclusão na base impedindo o fluxo de pessoas próximas ao local com a interdição da lanchonete e a diminuição da área de manobras dos ônibus”, destacou.

O gerente jurídico da Concessionária Fazendas Reunidas Ozório S/A, Diogo Amaral, confirmou que após a coleta de dados necessários para as obras de contenção, a empresa apresentará o projeto à prefeitura para avaliação. “O projeto prevê a instalação de um paredão de dormentes que impedirá que qualquer tipo de bloco rochoso que deslize não cause risco material e humano”.

Segundo a arquiteta da Secretaria de Planejamento Urbano, Jane Kelmer, a administração da rodoviária sugeriu que a obra seja feita em duas etapas: a primeira seria o pedido de emissão de serviços para demarcação da área de risco com um responsável técnico civil habilitado e com acolhimento do ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) com prazo de validade. A segunda etapa será a obra de contenção da encosta. “Esse pedido será levado para uma comissão da COPEG (Comissão Permanente de Gerenciamento) na sexta-feira, dia 1º, para ciência e manifestação sobre as providências em relação ao projeto de contenção da encosta”, afirmou Jane.

O chefe da Divisão da Fiscalização de Obras Particulares, Rafael Montalban, afirma que a rodoviária deve entregar o recurso da intimação até esta sexta-feira. “A Concessionária Fazendas Reunidas Ozório S/A deve entregar até amanhã o recurso de intimação que eles receberam. Caso eles não atendam essa medida, a multa inicial será de R$ 529,47 de acordo com a lei nº 053/2007 que dispõe sobre o Código de Execução de Projetos, de Edificações e de Obras”, completou.

Deixe um comentário