Parceria entre forças de segurança reduz índice de violência em Barra Mansa

Após sofrer com uma forte onda de violência, que contabilizou 42 assassinatos até novembro passado, Barra Mansa começa a colher os resultados das ações desenvolvidas em conjunto pelas Polícias Civil e Militar e a Guarda Municipal. Há 15 dias, o município não tem registros de homicídios, nem de roubos a veículos.

Este número se deve as operações desenvolvidas com foco no combate à violência. No fim do mês passado, o prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable, em entendimento com o comandante do 28º Batalhão de Polícia Militar, coronel Damião Luiz Portella e o comandante do 5º CPA (Comando de Policiamento de Área), coronel Igor Magalhães, assinou um protocolo de parceria. Uma das atividades resultantes da assinatura deste documento foi a intensificação das blitzs em pontos estratégicos da cidade, realizadas durante os períodos da manhã, tarde e noite.

Com os resultados iniciais Rodrigo Drable reafirmou que a segurança é uma responsabilidade de toda a sociedade. “O governo do Estado tem a obrigação de manter a proteção ao cidadão, porém, diante da crise financeira parcerias são fundamentais para garantir a segurança. Dessa maneira, o município tem feito a sua parte, assim como os órgãos que compõem as Forças de Segurança e as entidades civis organizadas. Assim, a tendência é de melhorias”, disse.

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, Joel Valcir, as blitzs acontecem em cinco localidades diferentes a cada turno. “Com este serviço encaminhamos dois suspeitos à 90ª DP para sarqueamento (averiguação). Com pena de detenção já cumprida, foram liberados. Houve 70 retenções de veículos com irregularidades. Eles foram encaminhados para o Parque da Cidade e estão à disposição dos proprietários, mediante regularização das pendências. Destaque para a situação de terror que a cidade estava vivendo, com possíveis ameaças de toque de recolher, vários assassinatos e tentativas de homicídio. Esta situação foi estagnada”, explicou Valcir.

O comandante disse ainda que por determinação do prefeito as áreas com registro de maior vulnerabilidade à violência – Vila Ursulino, Santa Maria II, Vila Nova, Saudade, Siderlândia, Piteiras, Nova Esperança, Boa Sorte, Boa Vista e Rua Albo Chiesse – estão sendo monitoradas com maior freqüência. “O sistema de câmeras de segurança do CESP (Centro Estratégico de Segurança Pública) nos possibilita um panorama total do município, o que nos auxilia nas operações por todo município. Fundamentais têm sido as ações das Polícias Civil e Militar para este resultado, haja vista que o delegado titular de Barra Mansa, Ronaldo Aparecido, foi para as ruas com sua equipe a fim atuar de frente no combate ao crime organizado. Neste período, em torno de 150 abordagens/dia estão sendo efetuadas. Nosso foco tem sido motoristas, motociclistas e transeuntes que eventualmente estejam com mandado de prisão expedido e/ou portando armas”, salientou.

O delegado de Barra Mansa, Ronaldo Aparecido, também comentou sobre os índices alcançados. “Nesta quinzena, registramos seis roubos a transeuntes e cinco tentativas de homicídio. Vale destacar que o setor de homicídios da 90ª DP tem esclarecido 70% dos casos de homicídio e de tentativa de homicídio no município”, ressaltou.

 

Alerta para o período de festas

Com o período que antecede as festas de Natal e Ano Novo e o aumento na circulação de dinheiro devido ao pagamento do 13º salário, o comandante Joel Valci recomendou alguns cuidados à população. “Procure realizar operações bancárias durante o expediente comercial. Evite os saques após as 20 horas, principalmente nos bancos 24 horas. Esteja atento a quem está ao seu redor. É imprescindível não utilizar celulares durante as compras. Estudos apontam que 70% dos roubos e furtos acontecem quando as pessoas estão ao telefone”, concluiu.

Deixe um comentário