Bruno vai à Câmara Municipal e afirma: “Interesses de Quatis precisam estar em primeiro lugar”

Em seu primeiro compromisso oficial no ano de 2018, o prefeito Bruno de Souza (PMDB) participou, na manhã desta terça-feira, 02 de janeiro, da cerimônia de posse da nova mesa diretora da Câmara Municipal de Quatis, cujo presidente é o vereador Emerson Cabeludo (PPS). Durante a solenidade, que contou com as presenças de todos os nove vereadores da cidade; secretários municipais; servidores públicos; e representantes de segmentos organizados da sociedade e moradores da cidade, o prefeito reafirmou seu entendimento, segundo o qual “os interesses de Quatis devem estar sempre em primeiro lugar, tanto nas decisões do poder executivo, quanto do poder legislativo”.

        Além do vereador e novo presidente Emerson Cabeludo, fazem parte da nova mesa diretora os seguintes parlamentares: Fernando Maninho – PT do B (primeiro vice-presidente), Marcela Fonseca – PSD (segunda vice-presidente), José Jadenilson – PPS (primeiro secretário) e Flávio Florentino – PHS (segundo secretário). O mandato da nova mesa vai até o próximo dia 31 de dezembro, pois em Quatis as mesas diretoras do poder legislativo são renovadas anualmente, mediante eleição direta entre os próprios vereadores.

A cerimônia de posse desta terça-feira teve as presenças do vice-prefeito Ralfen Teixeira (PSC); dos secretários municipais Adriano Palmas Veras (Governo), Aparecida Regina dos Santos (Finanças) e Vinícius Lima (Trabalho e Renda), além do gerente geral do Hospital São Lucas, Marcos Vinícius de Souza.

        – Os poderes executivo e legislativo são independentes, mas pela constituição brasileira precisam trabalhar em harmonia a favor da população. É claro que os vereadores não precisam, e nem devem concordar com tudo, porém as decisões do prefeito e dos vereadores necessitam ser tomadas sempre em defesa dos interesses dos moradores da cidade. Da parte do executivo, fica aqui o compromisso de continuar enviando para apreciação desta casa de leis apenas matérias voltadas ao desenvolvimento do nosso município e ao bem-estar do nosso povo, o que, aliás, não poderia ser diferente. Afinal, a minha administração sempre se pautou pelo compromisso com o desenvolvimento do Município e a legalidade nos atos públicos – declarou o prefeito.

        O prefeito voltou a afirmar que “a administração municipal vai manter as medidas de austeridade devido à crise econômica nacional, cujos reflexos na vida das prefeituras continuam sendo sentidos, especialmente nos municípios menores, como é o caso de Quatis”. Segundo ele, “foram justamente as medidas de contenção de despesas adotadas desde o seu primeiro mandato na prefeitura (2013-2016) que vêm tornando Quatis uma referência em gestão”. Indiretamente, o prefeito se referia à Prefeitura de Ibitirama (Espírito Santo), que no ano passado solicitou à Controladoria Geral da Prefeitura de Quatis informações sobre as medidas de austeridade adotadas na cidade com o objetivo de implantá-las no município capixaba.

        – A crise financeira do país ainda não passou. Por isso, precisamos administrar os recursos públicos com uma responsabilidade ainda maior, priorizando a aplicação do dinheiro do povo. Os repasses de verbas federais e estaduais sofreram uma redução significativa. Apesar deste cenário adverso, estamos conseguindo manter o equilíbrio entre despesas e receitas, além de realizar investimentos em setores essenciais e pagar rigorosamente em dia os salários do funcionalismo público municipal – disse.

        No caso do pagamento em dia dos servidores municipais, Bruno frisou que a liberação dos salários dentro do prazo constitucional reflete positivamente na economia da cidade “uma vez que a prefeitura é uma das maiores empregadoras de Quatis e os funcionários municipais estão entre os principais consumidores dos setores do comércio e de prestação de serviços”. O prefeito frisou ainda os resultados positivos da administração na área da saúde pública, especialmente com relação ao convênio com o Hospital São Lucas, que garante o atendimento da medicina especializada de emergência no Município, através do SUS (Sistema Único de Saúde).

        – O que peço aos senhores vereadores é que, durante a análise das matérias em tramitação na Câmara Municipal, pensem única e exclusivamente no Município de Quatis, cujos interesses devem prevalecer acima de toda e qualquer diferença de opiniões políticas ou partidárias – concluiu o prefeito.

Deixe um comentário