Nasf de Volta Redonda realiza atividades que visam bem estar e inclusão social

Uma vez por semana, a professora Denise Souza da Silva tem um compromisso importante na Academia da Saúde, que fica no bairro Volta Grande. Ela participa das aulas de alongamento, que ocorrem na unidade por meio do programa NASF (Núcleo de Apoio à Saúde da Família). O núcleo é mantido pela Prefeitura de Volta Redonda e é desenvolvido por uma equipe multidisciplinar, coordenada pela secretaria municipal de saúde. Além dessa atividade, o NASF também apoia os médicos da atenção básica, promove visitas domiciliares e grupo de alimentação saudável.  

A Denise tem a Síndrome de Machado-Joseph, uma doença rara e de origem genética que provoca a perda do controle muscular e da coordenação motora nos membros superiores e inferiores. Entre outros tratamentos que faz, ela contou que já participa do grupo de alongamento do NASF há um ano.

“Os exercícios de alongamento, seguidos de massagem neurológica, hidroterapia, fonoaudiologia e exercícios de fisioterapia em grupo tem me proporcionado uma melhora significativa do quadro. Ajuda muito na respiração e no desempenho funcional do corpo”, disse Denise. 

Atualmente, o NASF tem atuação em três bairros prioritários de Volta Redonda:  Volta Grande, Santo Agostinho e Vila Americana. O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, explicou que a criação e composição do NASF seguem critérios de prioridades, identificados a partir dos dados epidemiológicos e das necessidades locais e das equipes de saúde que serão apoiadas. 

“Os Núcleos de Apoio à Saúde da Família foram criados pelo Ministério da Saúde e o objetivo principal é apoiar a consolidação da Atenção Básica. Esta atuação integrada permite realizar discussões de casos clínicos, possibilita o atendimento compartilhado entre profissionais tanto na Unidade de Saúde como em visitas domiciliares”, destacou o secretário.

Deixe um comentário