Barra Mansa já vacinou 107 mil pessoas contra febre amarela

A Secretaria de Saúde de Barra Mansa intensificou a vacinação contra a febre amarela no município. O resultado dessa corrida contra a doença pode-se notar pelo número de vacinados. Somente esta semana foram mais de 72 mil pessoas imunizadas até a manhã deste sábado, dia 20. Com esse resultado, o município já vacinou 107 mil moradores, sendo que, dos anos anteriores até 2016, apenas 12 mil tinham se vacinado. Já em 2017, no primeiro ano do governo Rodrigo Drable, 23 mil pessoas foram imunizadas, ou seja, quase o dobro dos anos anteriores.

A meta é imunizar no total 155 mil pessoas do público alvo, de nove meses a 59 anos de idade. Ainda faltam cerca de 48 mil pessoas. Durante a manhã desse sábado, dia 20, foi montado mais uma vez um posto de vacinação no térreo da prefeitura. O Secretário Estadual de Saúde Luiz Antonio de Souza Teixeira Júnior esteve presente acompanhando a vacinação ao lado do prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable e do Secretário Municipal de Saúde, Sérgio Gomes.

O Secretário Estadual de Saúde aproveitou a visita para traçar estratégias de cobertura vacinal no município. “Nós estamos conversando com cada um dos prefeitos no Estado, assim como com o prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable para termos essa estrutura montada e efetiva. Em Barra Mansa, nós já vacinamos mais de 107 mil pessoas, ampliando a cobertura porque é a vacina que vai evitar que a população tenha febre amarela”, disse Luiz Antonio de Souza Teixeira Júnior.

Segundo ele, na região Sul Fluminense a Secretaria Estadual de Saúde continuará aplicando a dose integral que vale para a vida toda. “Nós vamos continuar na utilização da dose integral nesse momento na região do Médio Paraíba. A região pode ficar garantida que nós vamos ter dose para atender a toda a população do Estado do Rio de Janeiro. Esse é o nosso objetivo principal: chamar a população, ampliar a vacinação e evitar novos casos de febre amarela”, afirmou.

VACINAÇÃO NESTE SÁBADO – Segundo a Secretaria de Saúde de Barra Mansa, aproximadamente duas mil pessoas se vacinaram hoje, que foi o último dia do mutirão na prefeitura. Na próxima semana, a vacina continuará sendo disponibilizada em todas as 49 unidades básicas de saúde do município de 8 horas da manhã até às 17 horas.

O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable agradeceu a equipe de voluntários da Saúde que participou do mutirão noturno nesta semana e pediu a colaboração da população para procurarem os postos de saúde na próxima semana e se vacinarem. “Para a próxima semana, nós esperamos vacinar mais 48 mil pessoas. Com isso, nós teremos a cidade inteira vacinada, somados aqueles que não podem se vacinar e que já tinham se vacinado antes. Faço um apelo à população, participe conosco, procure os postos de saúde, fiquem imunes para enfrentarmos a febre amarela”, destacou.

De acordo com o Secretário de Saúde de Barra Mansa, Sérgio Gomes, o resultado do mutirão de vacinação superou as expectativas. “Foi um sucesso total. No sul do Estado do Rio de Janeiro foi a resposta mais efetiva em termos de vacinação. Se for analisar a nossa população de aproximadamente 180 mil pessoas, estamos com 107 mil pessoas já imunizadas”, enfatizou.

Na próxima semana a campanha de vacinação continuará nos postos de saúde de 8 às 17h até cumprir 100% da população. “A população pode ficar tranqüila que terá vacina para todos. Na sexta-feira, chegaram mais 20 mil doses da vacina e na segunda vamos buscar no Estado mais 35 mil pessoas. O Secretário de Saúde do Estado tem sido nosso parceiro e deixando tudo à disposição”, explicou Sérgio Gomes.

VACINAÇÃO NA ÁREA RURAL – De acordo com a coordenadora do setor de Imunização do município, Marlene Fialho, a maioria da população do distrito de Amparo, onde foi montado um bloqueio vacinal, foi imunizada. “Hoje pode-se dizer que nós vacinamos 95% dos residentes em Amparo, a estratégia continua no município e na área rural. A partir de segunda-feira, nós iremos para a região de Santa Rita de Cássia, e assim em todas as áreas rurais fazendo esse mesmo trabalho de visitar os domicílios, fazendas e sítios e vacinando a população mais distante do Centro”, afirmou.

Quem DEVE se vacinar

A partir de segunda-feira, dia 22, a vacina estará disponível somente nas unidades básicas de saúde de segunda a sexta-feira das 8 às 17 horas, para pessoas acima de nove meses de idade até 59 anos. Os moradores acima de 60 anos devem passar por avaliação de um profissional de saúde. Mulheres que estão amamentando, devem suspender o aleitamento materno por 10 dias após receber a vacina.

Quem NÃO pode se vacinar

– Crianças com menos de 6 meses de idade;

– Indivíduos com histórico de reação anafilática a substâncias presentes na vacina (ovo de galinha e seus derivados, gelatina e outros produtos que contêm proteína animal bovina);

– Pacientes com histórico de doenças do timo (miastenia grave, timona, casos de ausência de timo ou remoção cirúrgica), também devem buscar orientação de um profissional de saúde

– Pacientes com imunossupressão de qualquer natureza:

– Pacientes infectados pelo HIV com imunossupressão grave;

– Pacientes em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores);

– Pacientes submetidos a transplante de órgãos;

– Pacientes com imunodeficiência primária;

– Pacientes com neoplasias.