Volta Redonda realiza mutirão de combate ao Aedes Aegypti

A secretaria de Saúde de Volta Redonda iniciou nesta quinta-feira, dia 01, no bairro São Carlos, um mutirão contra o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A ação também será realizada na sexta-feira, dia 2, no mesmo bairro. Do total de 1.208 imóveis, cerca de 508 foram visitados apenas no primeiro dia de atuação. A Coordenadoria de Vigilância Ambiental, responsável pela ação, contou com uma equipe de 25 agentes de endemias e 20 agentes comunitários de saúde, que atuam nas unidades da Atenção Básica da região.

Os principais focos geralmente são encontrados nos pratinhos de plantas e no lixo. O secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto, faz um alerta para a população. “Se cada pessoa realizar os 10 minutos de vigilância por semana em sua casa, vamos evitar que o mosquito encontre locais para se reproduzir. Com apenas 10 minutos você fiscaliza os ralos, quintal, vasos de plantas e principalmente algum lixo ou entulho acumulado”, destacou Alfredo.

As equipes estavam atentas a todos os possíveis focos. Casas, comércio, igrejas e terrenos foram visitados. O aposentado Luis Alves Xavier divide o quintal com o filho, que mora no mesmo prédio que ele. “Aqui a gente não descuida não. Eu e minha esposa temos plantas e sempre estamos atentos. Eu sempre colaborei com as equipes, é um prazer recebê-los aqui em casa”, disse o aposentado.  

A cabeleireira Priscila Rosária de Lima tem três filhos pequenos e conta que também não descuida de seu quintal. “Hoje em dia essas doenças pegam a gente de surpresa e temos que ser vigilantes. Até minha filha de 10 anos ajuda na prevenção. Ela traz da escola os folhetos com as orientações e acaba ajudando a vigiar os possíveis locais do mosquito”, disse Priscila. 

O prefeito Samuca Silva também fez um alerta para a população. “Todos nós devemos ser vigilantes. A prefeitura está mobilizando as equipes da secretaria de Saúde, promovendo mutirões e ações para identificar possíveis focos, mas esse trabalho deve ser complementado pelos moradores e donos de imóveis. É importante que cada pessoa vistorie sua casa. A saúde é uma prioridade em nosso governo, mas é preciso atuar na prevenção”, ressaltou Samuca Silva. 

Deixe um comentário