Sistema de diário digital será novidade nas salas de aula de Porto Real

A adoção do Sistema Integrado de Gestão Escolar, SIGE, que funciona como um diário de classe digital, em toda rede de escolas municipais é uma das novidades adiantadas hoje para o conjunto de professores da rede na Abertura do Ano Letivo de 2018. “Os professores serão capacitados e vão perceber que são grandes beneficiados pelo sistema, porque passarão a ter mais tempo para se dedicar a sua função principal, que é dar aula”, adianta o novo secretário municipal de Educação, Cultura e Turismo, Robson Paulino da Silva, que implantou o SIGE quando esteve à frente da direção do CIEP Brizolão 487 Oswaldo Luiz Gomes, no bairro Freitas Soares. Segundo o professor, a novidade não exige investimentos da Prefeitura, já que pode ser utilizada com programas de informática sem direitos autorais.

A gestão inovadora do professor Robson no CIEP foi um dos motivos lembrados pelo prefeito Ailton Marques para justificar a mudança na Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Turismo. “Com a queda na arrecadação dos municípios, é preciso ser criativo para mudar para melhor a realidade das pessoas”, disse em sua saudação para os professores da rede. O prefeito lembrou ainda de destacar o momento histórico que a educação do município está vivendo porque, pela primeira vez, um ano letivo se inicia em Porto Real com diretores escolares eleitos pelo voto direto das comunidades.

Tanto o prefeito quanto o secretário de Educação, Cultura e Turismo fizeram questão de registrar o agradecimento à professora Maria Madalena de Souza, que respondia pela pasta, e continuará colaborando agora na função de subsecretária de Educação. O professor Robson encerrou o encontro lembrando a importância que a educação tem para o desenvolvimento do município. “Acreditamos que investir no presente é uma maneira de influenciar positivamente no futuro de Porto Real”, concluiu.

Também estiveram presentes na solenidade realizada no CIEP Brizolão 487 Oswaldo Luiz Gomes os secretários municipais: Jean Carlos dos Santos Silva (Governo); Kléber Luis de Souza (Procuradoria) e Luís Fernando Graciani (Administração).