Liberada para veículos leves, Serra do Eme continua passando por serviços de limpeza

Uma equipe formada por 35 pessoas, sete máquinas pesadas (moniveladoras, rolo compactador, pás carregadeiras e retroescavadeiras) e nove caminhões continuam trabalhando de forma ininterrupta na RJ 161, também conhecida na região como Serra do EME. A estrada, que também é uma via estadual e foi atingida por quedas de barreiras provocadas pelas fortes chuvas que caíram no município no fim de semana, foi liberada para o tráfego de veículos leves na tarde de ontem (terça-feira, 6), após um intenso trabalho de desobstrução realizado pela Prefeitura.

Após a desobstrução da via, com a retirada de árvores e de um grande volume de terra que caiu sobre a pista interditando-a por completo, os trabalhos agora estão concentrados na retirada do excesso de lama, na limpeza das margens, no alargamento do leito da estrada e na construção de canaletas que possam escoar a água das chuvas. As ações, que contam agora com o auxílio do Exército, visam dar mais segurança aos motoristas que trafegam pelo local e que ainda precisam redobrar os cuidados já que a via não tem pavimentação e ainda está escorregadia por causa da lama.

Para facilitar o trabalho e não oferecer riscos aos profissionais que estão atuando no local, o tráfego de veículos da RJ 161 está adotando o sistema Pare e Siga.

Capelinha e Bonsucesso

Além dos trabalhos na Serra do EME, a Prefeitura também está atuando em outros pontos do município também atingidos pelas chuvas, como a estrada do Bonsucesso e a Capelinha. Nos dois locais, as equipes contam com quatro máquinas pesadas: uma escavadeira hidráulica e três retroescavadeiras, além de um caminhão.

Visita as casas

Na manhã de hoje, o prefeito Diogo Balieiro Diniz, que está acompanhando o trabalho de limpeza na Serra do EME e também a decisão do Governo do Estado de interditar a RJ 163, conversou com alguns moradores que vivem próximos a rodovia e enfrentam o drama de ter suas casas danificadas pelo temporal. Durante o encontro, o prefeito visitou as residências e ouviu as necessidades dos moradores. Já na Serrinha do Alambari, Diogo Balieiro percorreu a estrada Joaquim Criminal para ver de perto os estragos provocados pelas chuvas. De acordo com o prefeito, a partir da próxima semana, equipes da Prefeitura atuarão no local.