Rodrigo Drable apresenta modelo de escola em tempo integral a representantes da sociedade

O prefeito de Barra Mansa Rodrigo Drable ao lado da vice-prefeita Fátima Lima visitou, na manhã desta quinta-feira, dia 15, as instalações das Escolas Municipais Padre Anchieta e Leonel de Moura Brizola, na Vista Alegre. O Chefe do Executivo estava acompanhado também do subsecretário de Educação Ricardo Rosas, do Procurador Geral do Município, César Catapreta e da Subprocuradora, Paula Torres, além de diversos representantes da sociedade como o presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Borges; o vereador Vicentinho; o presidente do Sicomércio, Alberto dos Santos Pinto; o presidente do Codec-BM (Conselho de Desenvolvimento Econômico), Arivaldo Corrêa Mattos e o 1º secretário da Aciap (Associação Comercial Industrial e Agro Pastoril de Barra Mansa), Manoel dos Santos Duarte.

O objetivo da visita foi mostrar as dependências das unidades de ensino que passaram a funcionar em tempo integral e sanar possíveis dúvidas quanto a implantação do novo modelo educacional. “Estamos fazendo um grande esforço para que a escola em tempo integral dê certo e tire as crianças e jovens das ruas. Temos 72 unidades e cinco estão recebendo o novo modelo. Estamos trabalhando para que tudo fique como sonhamos. Foi feita reunião com pais, apresentado em detalhe o que está sendo feito e o que será melhorado”, afirmou o prefeito.

A implantação do ensino integral segue as exigências do PNE (Plano Nacional de Educação), o qual estabelece que até 2024, 50% das escolas públicas devem oferecer educação em tempo integral. Este ano, cinco unidades de Barra Mansa iniciaram o ensino integral: Escola Municipal Eliete de Oliveira Ferreira (1º ao 3º ano); Escola Municipal Leonel de Moura Brizola (4º ao 5º ano) e Colégio Municipal Padre Anchieta (6º ao 9º ano), as três no bairro Vista Alegre. Já no Centro, o projeto foi implantado no Colegio Municipal Prefeito Leonisio Sócrates Batista (1º ao 5º ano) e CEI Saturnina de Carvalho e Vieira da Silva (6º ao 9º ano).

Para atender as demandas da educação integral foram construídas novas salas, implantados módulos oriundos das Olimpíadas e foram adquiridos móveis e equipamentos para perfeito funcionamento das unidades. Os alunos da educação integral ficam nas escolas de 7 às 17 horas com conteúdos além da grade curricular tradicional, inovando com oficinas aulas de xadrez educativo, musicalização, artesanato, empreendedorismo, formação profissional, robótica, atividades esportivas e ensino de línguas – espanhol, francês, inglês e alemão – para alunos do 6º ao 9º ano, e inglês e espanhol – para alunos do 1ª ao 5º ano.

Na avaliação do subsecretário de Educação, Ricardo Rosas, a partir das escolas em tempo integral as unidades escolares, além de serem espaços de aprendizagem, serão locais de desenvolvimento cultural, assistência social, esporte, meio ambiente, direitos humanos e projetos fundamentados em princípios éticos e humanísticos. “A meta é ampliar as possibilidades do universo cultural e o aprendizado de iniciação tecnológica e digital, além de viabilizar maior formação acerca da consciência de uma cultura educacional de paz e de preservação ambiental. Temos total apoio do prefeito Rodrigo Drable que nos incentivou a implantar esse novo modelo de educação, que tem certeza que influenciará para melhor a vida dessas crianças e consequentemente de toda a família e sociedade”.

As aulas tradicionais são intercaladas com as aulas extras visando imprimir um novo dinamismo na rotina escolar dos educandos, estimulando o aprimoramento de seus conhecimentos, a ampliação de suas perspectivas de futuro, com foco na vida profissional. Outra vantagem desta modalidade de ensino é aproveitar o tempo de permanência nas escolas ocupando o aluno com atividades efetivamente formativas.

Eles recebem cinco refeições diárias, com café da manhã, colação, almoço, lanche da tarde e jantar. As escolas foram adaptadas para que os alunos tomem banhos após a prática de atividades físicas. Apesar das adequações que já estão sendo realizadas, se houverem outras necessárias, serão tratadas como prioridade pela Secretaria de Educação.

OAB Barra Mansa aprova infraestrutura das escolas em tempo integral

Na manhã de quarta-feira, dia 14, o presidente da OAB-BM, Noé Garcêz, fiscalizou junto com o Conselho Tutelar, Comissão em Defesa dos Direitos da Criança e Adolescentes da OAB e com a Comissão OAB Vai a Escola, uma denúncia que recebeu sobre a falta de infraestrutura em colégios do município que funcionam em tempo integral. A comitiva visitou os colégios Padre Anchieta e Eliete de Oliveira Ferreira, ambos no bairro Vista Alegre. A denúncia foi feita pelos pais dos alunos. No momento da visita, foi constatado que havia merenda escolar para todos os alunos e a infraestrutura estava em ordem. Caso houvesse alguma irregularidade, a OAB faria contato imediatamente com o Ministério Público, o que não foi necessário.

Segundo Noé Garcêz, a comitiva não verificou condições anormais que possam por em risco a segurança dos alunos. “Verificamos que as instalações oferecem plenas condições para a execução do ensino em tempo integral, há salas compatíveis e espaço físico e profissional em quantidade suficiente, visto que não encontramos alunos ociosos e desassistidos”, explicou.

Ele também comentou sobre a divulgação do cardápio de alimentação durante o período integral. “Na parte externa do prédio das unidades escolares encontramos o cardápio semanal da alimentação a ser servida e que estava afixada na parede da recepção de forma visível aos alunos, pais e demais interessados. As refeições, como pude conferir, são de boa qualidade e quantidade e atendem a demanda escolar”, ressaltou.

O presidente da OAB-BM finalizou a visita constatando que não foi verificada nenhuma situação degradante ou risco que constitua lesão aos direitos dos alunos. “Embora a execução esteja passando por algumas adaptações estruturais e ajustes próprios a qualquer projeto inicial, isto por si só não constitui lesão a integridade física e mental dos alunos ou prejuízo a aprendizagem”, concluiu Noé Garcêz.